Olá Nutri, se estás no início de carreira, há erros muito comuns que podes acabar por cometer sem perceber. Como nutricionistas, acabamos na maioria das vezes a trabalhar por conta própria, o que se torna duas vezes mais desafiante quando se está a começar uma carreira.
 
Na maioria das vezes não saímos da faculdade tão preparados para encarar a profissão quanto gostaríamos. Preparei este artigo, para fugires de algumas armadilhas do início de carreira.
 

TAMBÉM JÁ COMETESTE ESTES ERROS?

 
FALTA DE CAPACITAÇÃO – Nem sempre só fazer a faculdade ou uma especialização na área é suficiente para alavancar o teu negócio, no início. É importante investir em outros tipos de conhecimento- administrativo, financeiro, atendimento ao cliente e um coaching de carreira pode também ser importante para te guiar no início.
 
FALTA DE ATUALIZAÇÃO CONSTANTE – Já vi muitas vezes, um Nutri recém-formado desconhecer os alimentos que estão na moda e quais os reais efeitos no organismo. Esta desinformação pode acabar por prejudicar o paciente.
 
NÃO PRESTAR ATENÇÃO AO HISTÓRICO DO PACIENTE – Deves analisar todo o histórico do paciente antes de receitar qualquer dieta. Já imaginaste se prescreveres, a um paciente com Síndrome do Intestino Irritável, alimentos ricos em fibras combinados a outros alimentos que também facilitam o trato intestinal?
 
TECNIQUES – Muitos profissionais, principalmente em início de carreira, querem mostrar que sabem do que falam. Por isso, muitas das vezes recorrem à linguagem técnica, que o paciente não consegue entender. Isto acaba por afastar muitos pacientes. Por isso, sê claro com o teu paciente, explica a dieta e o tratamento de forma simples e clara. Lembra-te que ele vai precisar de entender a importância de realizar o tratamento e quais os resultados que poderá atingir se o seguir corretamente.
 
MOTIVAÇÃO SEMPRE – Os teus pacientes precisam de estar motivados para darem continuidade ao tratamento. Por isso, é preciso estar atento também ao lado emocional do paciente, principalmente à reação que a presença ou a falta de determinados alimentos provocam ao organismo.
 
NÃO ESCOLHER UM NICHO – O que tenho percebido é que quando se encontra um nicho de mercado, no qual te queres dedicar e atuar, os pacientes começam a ver-te como autoridade naquele assunto e começam a indicar-te para outros pacientes que estão na mesma situação. Então, escolhe o teu ramo de atuação nutrição Alimentação Coletiva, Esportista, Infantil…
 
DESORGANIZAÇÃO FINANCEIRA – Podes estar a ir super bem no teu atendimento, já ter vários pacientes. Porém, se não assumires o teu consultório como um negócio e tiveres desorganização financeira completa, as tuas contas irão para o vermelho. Mesmo com a sala de espera lotada.
 
Enfim, para ser um Nutricionista de sucesso, não basta apenas fazer a faculdade… Precisas de mais, muito mais.
 
Precisas de ter pro-atividade, coragem para correr riscos, manter uma rede de networking de profissionais com objetivos em comum, precisas de te manter atualizado, ter um atendimento especializado e de qualidade e, principalmente, entender que o teu consultório não é a extensão da tua vida pessoal.
 
Até Breve,
Joana Carvalho Costa