Olá Nutri

Os negócios já não são o que eram. Nos dias de hoje nenhuma empresa que se preze se pode dar ao luxo de ignorar as potencialidades do mundo digital.

Um site, um blog e uma página de Facebook profissionais são agora ferramentas de divulgação empresarial quase obrigatórias, de tal modo que quase arriscamos dizer que não destacam a empresa tanto quanto seria de esperar.

Sendo assim, o que poderá fazer a diferença?

A resposta é: a comunicação com o cliente.

É aí que entra o email marketing.

O Que é o Email Marketing

Em termos muito simples, esta ferramenta consiste na comunicação entre a empresa e os seus clientes através do email, para fins de marketing. Quando bem feito, constitui uma excelente forma de comunicação, dada a sua flexibilidade e rentabilidade.

Afinal, a Internet é cada vez mais o meio preferencial de comunicação e o email, contrariamente ao correio tradicional, adapta-se bem a dispositivos móveis, aumentando desta forma a taxa de adesão do público.

A excelente relação custo-benefício do email marketing faz com que cada vez mais empresas se rendam a esta poderosa ferramenta. Se quiseres começar a usar o E-mail para divulgar a tua empresa convém ter alguns cuidados para tirar o máximo partido desta funcionalidade:

1. Conhece bem o teu cliente

O principal objetivo deste tipo de comunicação é criar uma relação produtiva para ambas as partes e para que isso aconteça é necessário que o teu email proporcione ao cliente informação relevante sobre algo de que ele precise. Escusado será dizer que só alcançarás este objetivo se conheceres bem os gostos, desejos e necessidades dos teus clientes.

Quais são os seus hábitos de compra?

Preferem comprar online ou presencialmente?

Que tipo de produtos compram?

Com que frequência abrem o email? Estas são apenas algumas das perguntas a que deverás responder antes de delinear a tua estratégia de envio de mensagens eletrónicas.

2. Respeita a vontade do cliente

O simples facto de possuir o email de um cliente não te dá permissão para lhe enviar mensagens publicitárias que ele não solicitou! Isso é spam e além de ser ilegal pode constituir um autêntico tiro no pé.

Repara: se a pessoa não te pediu para lhe enviares mensagens, que garantias possuis de que ela está realmente interessada no produto ou serviço que tens para oferecer?

Podes evitar este problema assegurando-te, através de uma landing page, de que os teus clientes autorizam o envio de mensagens publicitárias. E não te esqueças de incluir um link que permita ao cliente abandonar a lista se assim o desejar.

3. “Agarra” o teu leitor

Um bom email publicitário prende a atenção do cliente desde o início e motiva-o a continuar a leitura da mensagem. Um título chamativo que desperte a curiosidade (por exemplo, “tudo o que sempre quis saber sobre alimentação saudável”) é meio caminho andado para garantir a abertura do email mas é igualmente importante cativar a atenção do leitor ao longo do texto.

Usar o que sabes sobre ele para falares de algo que lhe interessa é uma estratégia que produz sempre bons resultados.

4. Mantém o email sucinto

Com o ritmo de vida dos dias de hoje as pessoas têm cada vez menos tempo para ler textos longos e raras são as que se dão ao trabalho de fazer scroll down para ler um email até ao fim. Sempre que possível usa frases curtas e não percas tempo com detalhes desnecessários. Mantém as tuas mensagens sucintas ao máximo.

Como costumo dizer….relacionamento sem ser alimentado, cedo ou tarde termina,

Com os clientes é igual! Aproveita a lista de clientes que já tens, pede autorização para enviar mails e foca-te em captar mais clientes, para que tenhas uma base de dados ativa e que sempre que lances algo novo, como um Workshop/ palestra/ novo serviço de consulta, seja nada menos que UM SUCESSO!

Com energia total,

Joana Carvalho Costa