Olá Nutri. Depois de teres iniciado o teu percurso enquanto Nutricionista, provavelmente já te deparaste com situações muito diferentes das que previas. A verdade é que, no dia a dia dos profissionais desta área, os resultados nem sempre são os desejados e é muito comum que dês por ti a questionares-te sobre o que podes fazer para melhorar.

 
Enquanto Nutricionista, é comum que tenhas orientado o teu quotidiano profissional para as consultas de nutrição. Os teus pacientes procuram-te e, com a mente moldada por tudo o que aprendeste no curso, é natural que os orientes de uma forma exímia… mas algo desapegada, orientando todos os teus esforços para a prescrição de receitas e fórmulas dietéticas saudáveis.
 
Mas… e se pudesses melhorar os resultados obtidos com recurso a outro método? Falamos, pois, do Coaching Nutricional, também conhecido como Nutricoaching. Esta é, pois, uma forma de ação que tende a potenciar a tua atividade, fazendo com que os pacientes alterem os seus comportamentos e a sua forma de pensar, atingindo as metas de forma mais direta, rápida e com uma simplicidade inerente.
 
Avançares para o Nutricoaching poderá ser confuso no começo, uma vez que ainda é uma novidade e de que forma o poderás introduzir nas tuas consultas tradicionais.
Ainda assim, é importante que explores esta possibilidade, uma vez que esta não só irá destacar a tua atividade das demais, como promoverá, desde o começo, uma melhoria significativa na vida dos teus pacientes.
 
Passo a explicar!
As consultas de Nutrição são, como o nome indica, consultas clínicas e, como tal, focam-se numa variante clínica da Nutrição. Ao entrar no teu consultório, o teu paciente terá automaticamente uma distinção estabelecida, assumindo-se como um doente à procura da ajuda de um médico. Enquanto profissional de saúde, tu irás, e estando habilitada a dar resposta aos seus problemas, traçar objetivos, criar um plano alimentar adequado às necessidades do paciente, recomendar rotinas de exercício e fazer um acompanhamento mais ou menos espaçado dos seus progressos.
 
As consultas de Nutrição são particularmente procuradas por pessoas que sofrem de doenças provocadas pelo peso excessivo e a má alimentação e terás, por isso, de estar apta a lidar com problemas como a diabetes, o colesterol, a hipertensão, problemas cardíacos, obesidade, anorexia, cancro, problemas de tiróide, doenças renais,problemas hormonais, entre tantos outros.
Apesar de todo o esforço empregue e da seriedade das tuas recomendações, no entanto, muitas destas pessoas não sentirão a motivação para seguir os teus conselhos e os seus objetivos poderão não ser cumpridos. Porque a parte física foi tratada, mas e a componente emocional? O que faz com que o teu paciente tenha um apetite voraz ao final do dia, o que fazer quanto a isso?
A seres um Nutricoach, irás impulsionar uma transformação trabalhando a partir da motivação e da aprendizagem por parte do teu paciente. O teu principal objetivo não será a prescrição de uma dieta mas sim o estímulo para a transformação dos comportamentos que levam os teus clientes a embarcar em escolhas menos saudáveis para a sua saúde. Assim, serás um educador alimentar, um apoio na superação das metas, um motivador nato e um pilar para sustentar a mudança interna que ocorre no teu paciente.
 
Com tudo isso, conquistarás uma diferenciação no teu mercado e resultados mais positivos com os teus clientes!
 
 
Até Breve
Joana Carvalho Costa