Olá Nutri, hoje venho falar sobre um assunto que incomoda muitas de nós. Não sou contra os blogs de Fitness, já tive alguns pacientes com esse perfil. A grande questão neste caso é… Pessoas sem formação e sem conhecimento técnico estão a entrar na vida das pessoas e a indicar-lhes o que fazer para emagrecerem.

 

OS TEUS PACIENTES JÁ CAIRAM NESTA CILADA?

 

Para as pessoas que seguem estes “perfis fitness” o perigo é constante, existe sempre uma dieta da moda, uma nova forma de secar a barriga em x semanas. A questão é que na maioria das vezes esses ditos “perfis fitness” utilizam dietas não comprovadas e que muitas vezes podem prejudicar e até causar danos a vida do paciente.

 

Nós podemos alertar os nossos pacientes mas como nos poderemos destacar nesta multidão de “perfis fitness”?

 

Acredito que o primeiro passo seja aplicar uma palavra forte e precisa: CONSCIENCIALIZAÇÃO , o teu paciente precisa de entender que as dietas milagrosas não funcionam. Que apenas copiar a dieta de uma musa fitness ou de uma artista, não vai leva-lo ao mesmos resultados.

 

Há alguns anos, percebi que muitos pacientes desistiam a meio do processo, ou até mesmo antes de começar,  por não acreditarem que eram capazes de mudar, por não terem a tal força de vontade, por já estarem cansados de experimentar tantas dietas e tantos produtos ditos milagrosos sem verem resultados ou até mesmo pelo medo do desconhecido.

 

Nesse momento criei o Nutricoaching, que é o casamento perfeito entre a nutrição e coaching. Com a Nutricoaching  consegui ajudar muitos pacientes e destaquei-me na minha profissão.

 
Hoje através do INSTITUTO NUTRICOACHING  ajudo milhares de Nutricionistas a encontrarem e se destacarem também nas suas áreas.
 

Com toda esta experiência adquirida nestes últimos anos, posso dizer-te com certeza… Encontra o que te distingue, consciencializa o teu paciente. Assim,  irás livrar o teu paciente de dietas enganadoras e ainda te destacarás na tua área de atuação.

 

Uma boa maneira também para aumentar a tua visibilidade é investindo nas redes sociais, Facebook, Instagram, YouTube… Mas esse é um assunto para um próximo post.

 
Até Breve,
 

Joana Carvalho Costa