Nutri, secalhar em algum momento já te tenhas perguntado se tens uma perspectiva correta do papel do Nutricionista no mundo atual.
Ou talvez sintas que caíste na rotina e procures uma forma de dar um novo impulso à tua carreira.
 

Vendo mais além!

Decerto não ignoras que o mundo está hoje em permanente evolução e que isso exige uma grande flexibilidade por parte dos profissionais, de forma a que sejam capazes de lidar com mudanças rápidas e constantes.
 
Talvez uma das características mais marcantes deste mundo em contínua transformação, seja a necessidade de especialização e evolução permanente, para que possam satisfazer as necessidades de um público cada vez mais exigente.
 
Aplicando este princípio à Nutrição, tal significa que não te deves limitar a prescrever a todos os teus clientes um plano alimentar pré-definido; deves em vez disso optar pela personalização, procurando conhecer o mais profundamente possível o historial clínico do teu paciente, assim como os seus objetivos, expetativas e necessidades para o ajudares a chegar onde quer.
 
Dito de outra maneira, na minha opinião, deves assumir uma postura visionária e empreendedora, abandonando a visão tradicional do que deve ser um nutricionista e tornando-te cada vez mais com uma postura de Coach, de alguém que mostra o caminho, em vez de dizer todos os passos que deve seguir.
 

Mudança de perspetiva:

 
Um bom coach é necessariamente uma pessoa visionária, na medida em que é capaz de ver oportunidades onde os outros só encaram as dificuldades e usá-las como degraus para o crescimento do seu cliente.
É alguém capaz de ir além das aparências, dando aos seus clientes ferramentas para ultrapassarem o desânimo e a frustração, para se focarem nos seus objetivos e ainda para traçarem um plano de ação com vista a alcançarem o sucesso que tanto desejam.
É acima de tudo alguém com capacidade para desencadear um processo de mudança e nesse sentido tem necessariamente de conseguir ver mais longe.
 

 

Mas como é que eu sei se sou uma pessoa visionária?

 
Existe um certo número de características comuns a todos aqueles que são capazes de sair da sua zona de conforto.
 
Verifica se estas qualidades fazem parte do teu perfil e mesmo que não façam AINDA, anota as que deves trabalhar:
 
 

  • Iniciativa: Todos sabemos que não é possível ter sucesso se não se aproveitarem as oportunidades. O que nem todos sabem é que nem sempre estas oportunidades estão visíveis. Muitas vezes estão “disfarçadas” de crises e é necessário ter o nosso radar bem afinado para as conseguir encontrar.

 

  • Capacidade de correr riscos: Esta é talvez a principal característica dos que vêem mais além. No entanto, não se trata aqui de arriscar imprudentemente, o que poderia deitar tudo a perder. Trata-se, isso sim, de correr riscos calculados, pesando cuidadosamente os prós e os contras antes de tomar uma decisão. Esta postura exige que estejamos preparados para renunciar a algumas coisas em troca de um bem maior.

 

  • Autoconfiança: Como podemos ver mais além, se não confiamos em nós próprios? Num momento ou noutro as pessoas que nos rodeiam questionarão as nossas decisões e para as levarmos adiante teremos – obviamente – de estar seguros delas.

 

  • Capacidade de trabalhar por objetivos: Trata-se de uma característica fundamental para quem quer quebrar modelos já existentes. Como decerto já sabes, este processo implica uma parceria entre o terapeuta e o cliente no sentido de ambos trabalharem rumo a um objetivo comum. Por isso é fundamental que ambos saibam definir o que querem, já que este é o primeiro passo para chegarem lá.

 

  • Insatisfação: Pode parecer um defeito (e se for em excesso é-o de facto) mas na dose certa acaba por ser uma virtude. Isto porque a insatisfação é a mola que nos faz ir em busca de novos projetos e, nesse processo, crescer e evoluir.

 
 
Ter uma visão de futuro é algo extremamente importante na conquista da nossa realização profissional, especialmente na Nutrição, pois a nossa função para com os nossos clientes, é antes de mais contribuir para a sua mudança.
Para encontrares o teu lugar é importante que faças agora uma auto-avaliação no sentido de descobrir se tens as características acima mencionadas e, em caso contrário, que anotes as que deves trabalhar e o faças…desde já!!
 
Com energia total,
 
Joana Carvalho Costa